[MINHA OPINIÃO] Antologia - Amor e Morte

18:34 Helena Dias 6 Comments

Livro: Antologia - Amor e Morte
Autores: Débora Consiglio, Debora Diniz, Frederico Salmi, Helena Dias, Jorge Marinho, Karen Beatriz, Luana Tsuki Dias, Mayara Coimbra, Maria Elisa Ribeiro, Nilber Ferreira, Nuccia de Cicco, Rafael Valore, S.M. Oliver, Shirley Couto, Tais Martins, William Couto.
Participação Especial: Rô Mierling, Luiz Amato e Pablo Guzmán
Organização: Rô Mierling
Editora: Ixtlan











Sinopse: Antologia contendo autores distribuídos em contos, crônicas e poesias acerca do tema amor (falando de paixões, de vida, de tesões, de carinhos e de relacionamentos) e de morte (saudades de alguém que se foi, dor da morte, fascínio pela morte, medo da morte).


Minha Opinião: Sou meio suspeita para falar desse livro, uma vez que EU ESTOU NELE. Isso mesmo, meu caro leitor, essa que vos fala publicou um conto nesse livro. Mas, deixando o meu conto de lado, falarei do livro em si e das demais publicações nele.

Bom, a 1ª edição da Antologia - Amor e Morte, reúne contos, crônicas e poesias sobre amor, morte e amor e morte. São textos fluídos, de fácil compreensão.

Durante a minha leitura pude perceber a variedade literária contida nesse livro. São pessoas com estilo próprio, que escrevem de maneira diferente e singular. Isso tornou o livro bem original, na minha opinião. Além disso, são textos bonitos e com sentimentos.

Achei que seria legal colocar alguns trechos de textos que se destacaram, na minha opinião. Para isso, decidi dividir em três partes.
Comecemos pelo AMOR.

Plano "B" 
Maria Elisa Soares

"A velhice tinha suas vantagens. Esquecer as coisas nem sempre era uma delas, mais poder fingir esquecer as coisas sobre as quais não queria se falar, sem dúvidas, era uma grande vantagem."


Ladrão do Amor
Pablo Guzmán

"... Quem conquistou tua paixão?
Quem te roubou de mim?
Sumido na amarga tristeza
De saber que te perdi,
Na minha boca sangram os beijos
Dos teus lábios de carmim..."


Engano Sexual
Rô Mierling

"Mas de novo ele passava
E a mim encantava.
Tantos sonhos e anos
Tudo em vão dedicado."

Dentro dessa parte, meu favorito foi "Beleza" (Tais Martins). Esse conto fala sobre os tipos de beleza, os padrões de beleza. Fala de como perdemos a verdadeira essência do que é ser belo(a). 

"Nossa vestimenta é uma blindagem para a nudez da nossa solidão."



MORTE


Desculpe, estou te Interrompendo
Debora Diniz

"... ela tinha o olhar tão parado que parecia que tinha morrido, e ela meio que morreu, por dentro, mas morreu."


Sopro do Vento
Luana Tsuki Dias

"Há coisas que não conseguimos compreender, e tem muito. Eu mesmo não sei como acontece, a mente humana é tão limitada que não consegue descrever tais eventos."


Alma Empalhada
William Couto

"Todos os dias, clamo, não sabendo a quem, pois já estou morto e não sei a quem reclamar."

Tive dois favoritos, nesse caso. O primeiro foi "A Menina, o Porão e o Silêncio" (S. M. Oliver), que relata a história de uma menina tomando uma difícil decisão, após descobrir a verdade sobre seu pai. Esse conto retrata bem aquele ditado "lobo na pele de cordeiro". Além de mostrar, uma maturidade na personagem, apesar de ser uma menina. Gostei de verdade. O "Morto-Vivo" (Rafael Valore), meu segundo favorito, tem toda uma tensão no ar. Seu personagem, esquisito e cheio de manias, te deixa ansioso para saber o que vai acontecer e, além disso, depois que ele (o personagem) descobre certa coisa em seu braço (você terá que ler para saber), passa a viver cenas que te deixam na dúvida se é realidade ou imaginação.
"A mão da menina parou onde estava. As lágrimas desceram no seu rosto, e a imagem de sua mãe querida veio-lhe a mente. E aquela história estava errada. Ela não merecia aquilo. Nem ela nem sua mãe." (A Menina, o Porão e o Silêncio)
"Parado no corredor do prédio brega entulhado de solteiros, ele coçava o antebraço freneticamente, sem desviar o olhar daquela porta na qual ela entrara..." (Morto-Vivo)


AMOR & MORTE


Onde estão as minhas Cores?
D.S. Consiglio

"Ando em preto e branco, querendo que esse filme, do qual sou a patética protagonista, acabe logo."


Âmago
Karen Beatriz

"-Se eu pudesse escolher, se eu tivesse que escolher uma pessoa, queria que soubesse que seria você. Eu trocaria qualquer pessoa por você, porque sempre foi você."


Porque você é o único pedaço de mim
Helena Dias

"Pode parecer insano, mas Julia passou a considerar essa assombração sua única família e, de certa forma, ela não se sentia sozinha quando pensava nisso."

Nesse, também tive dois favoritos. "Mulher" (Rafael Valore) tem um tema um tanto polêmico. A jovem que vai se encontrar com seu amado e, em seu lugar, encontra um estranho, que lhe faz revelações tensas e que nos fazem imaginar diversos finais. O segundo foi "Os Amantes de Teruel" (Rô Mierling): uma jovem se apaixona por um bruxo, renegado pelos moradores da região, mas é obrigada a se casar com outro para salvar seus pais da miséria. (essa história é baseada em uma lenda espanhola)
"Ela recuou assustada, mas a crescente adrenalina conferia-lhe rápido raciocínio diante do perigo, e um brilho em seu olho era prova de uma réstia de esperança..." (Mulher)
"De repente Anabel para e se vira dando de frente com um estranho. Um rapaz alto, forte, de cabelos bem negros e grandes olhos escuros, os olhos mais negros que ela já viu." (Os Amantes de Teruel)

Bom, galera, espero que tenham gostado. O meu conto está na página 67, na parte AMOR & MORTE, e se chama "Porque você é o único pedaço de mim". Espero que gostem.

Abaixo segue o link para a compra do livro, assim como o mesmo no skoob.


Beijos.




6 comentários:

  1. Hey Lena, amei a resenha! E também sou suspeitosíssima pra falar...rs. Que bom que gostou do meu conto e o destacou. Muito obrigada, e sucesso para nós!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Sa!! Que venham mais publicações!! hehe

      Beijos

      Excluir
  2. ganhei o livro no sorteio, mas ñ o li ainda, li a resenha amei.

    ResponderExcluir